AFF COMUNICA Digital,Estratégia Comércio eletrônico: Conheça as principais ferramentas para auxiliar no desenvolvimento dessa modalidade de venda

Comércio eletrônico: Conheça as principais ferramentas para auxiliar no desenvolvimento dessa modalidade de venda

comercio eletrônico imagem meramente ilustrativa

O comércio eletrônico é uma modalidade de compra e venda que se popularizou muito nos últimos anos, tendo em vista toda a comodidade e facilidade que traz para quem compra e para quem vende no meio digital.

O Brasil possui inúmeros exemplos de plataformas e-commerce, desde as mais conhecidas até as mais recentes. São sites que vendem produtos de uma única loja, mas que costumam ser confundidos com lojas virtuais.

A grande diferença entre eles é que, nas lojas virtuais, as pessoas podem comprar pela internet e retirar na loja física, ou comprar na loja física e receber em casa.

No e-commerce, todo o processo acontece pelo canal digital, desde a escolha do produto até o pagamento. Muitos empreendedores se interessam em abrir um site de vendas, mas antes precisam entender um pouco mais sobre o assunto.

Um dos temas mais importantes nesse sentido são as ferramentas usadas para desenvolver esse tipo de negócio, e elas são fundamentais para estruturá-lo, divulgá-lo e conseguir bons resultados.

Entendendo o conceito de comércio eletrônico

Comércio eletrônico, também conhecido como e-commerce, é uma plataforma de compras online e transações eletrônicas. Além da compra e venda de produtos, todas as etapas são digitais, tais como:

  • Fornecedores;
  • Previsão de compras;
  • Gestão de estoque;
  • Logística;
  • Marketing.

Nos últimos anos, o comércio eletrônico se transformou em um grande sucesso e cresceu consideravelmente, tanto é que a previsão é que ele substitua as lojas físicas nos próximos anos.

Além da venda de produtos, é possível contratar serviços, como escritório compartilhado advogado, e todo esse crescimento tem gerado muita confusão entre o significado de e-commerce e loja virtual.

Na verdade, a loja virtual é apenas uma plataforma que envolve todo o processo do comércio eletrônico, visto que outras ações, como as mostradas acima, também são digitais.

Ferramentas importantes para o comércio eletrônico

Para que esse tipo de negócio seja completo, precisa contar com algumas ferramentas que servem para várias atividades como, captar e-mails de clientes, nutrir a base de leads e criar artes e templates para divulgação.

São recursos que também ajudam a organizar os processos internos e otimizam a comunicação com os colaboradores. Dentre os principais recursos estão:

Trello

Trello é uma ferramenta voltada para a gestão de projetos, controle de tarefas, relatório e supervisão, itens básicos para o sucesso de um negócio digital ou físico.

Por meio dele, fica mais fácil agilizar o trabalho e aumentar a produtividade, isso porque traz entre suas funcionalidades a criação de listas e cartões que são distribuídos para os profissionais que estão atuando em um projeto.

No caso de uma plataforma e-commerce que vem de materiais para cobertura de varanda de vidro, é possível acessar comentários, prazos, etiquetas personalizadas, anexos e checklist.

É uma forma de estar sempre alinhado em relação aos processos e etapas, bastando apenas cadastrar e convidar os membros da equipe para utilizar a versão gratuita, tanto para dispositivos móveis quanto para desktops.

Canva

Canva é uma plataforma intuitiva e simples que ajuda a criar banners, apresentações, templates para as redes sociais e até mesmo o logotipo do negócio.

A marca pode editar vídeos e fotos, fazer upload de arquivos e o melhor é que até mesmo profissionais que não dominam a ferramenta podem usar suas versões.

Existe a versão web e aplicativo e os projetos podem ser elaborados em equipe, visto que existe a opção de compartilhamento. Na versão premium, é possível acessar imagens, ícones e outros elementos específicos.

Gerador de link para o WhatsApp

Para ter uma boa comunicação com os clientes, uma empresa de zeladoria pode usar um gerador de link para o WhatsApp e criar um link que direciona os contatos para uma conversa no aplicativo.

O recurso está disponível em vários portais, bastando apenas adicionar o número e colocar uma mensagem. Quando o usuário acessar o link, uma janela será aberta com o texto padronizado.

Quando os potenciais clientes quiserem entrar em contato com o negócio, não precisam anotar o número e salvar no telefone, visto que esse processo pode ser demorado e levar a desistências.

MailChimp

O MailChimp é uma ferramenta muito popular e conhecida por conta de sua facilidade de uso, além de favorecer as estratégias de marketing digital.

Com esse recurso, a marca pode criar e-mail marketing do zero ou usar os templates disponíveis gratuitamente pela plataforma. Além dos envios, são disponibilizados alguns dados de abertura e outras métricas importantes para as análises.

Na versão gratuita, uma empresa que produz  faca serrilhada industrialpode se comunicar com 2000 usuários cadastrados e enviar até 12 mil e-mails todos os meses.

Mas antes de escolher uma dessas ferramentas para trabalhar, é fundamental saber como estruturar uma plataforma e-commerce.

Entendendo como trabalhar com um e-commerce

Investir em e-commerce é acompanhar uma tendência de consumo, mas para que ele seja realmente um sucesso, é fundamental saber desenvolvê-lo. Algumas dicas são:

Planejar o negócio

Assim como acontece com lojas físicas, primeiro é necessário planejar, começando pela definição de um capital inicial, ou seja, determinar o quanto é possível investir na criação do site.

Esse valor deve ser dividido por 12 e assim determinar a quantia necessária mensalmente durante um ano. O propósito de fazer isso é alocar as despesas dentro do valor estipulado para o mês.

É indispensável considerar despesas fixas com o negócio, como as estratégias de marketing digital, pagamento de fornecedores e ferramentas.

Escolher uma plataforma

Uma loja e-commerce de materiais de construção, como conexão angular para corrimão, precisa escolher uma boa plataforma porque ela atua como a parte mais importante para o funcionamento do negócio.

É indispensável que seja a mais completa possível, oferecendo o suporte necessário para que as vendas tenham um excelente desempenho.

É necessário investir em estratégias de otimização para que o site se destaque nos resultados de pesquisa, dentro dos motores de busca como o Google.

O empreendedor deve criar um layout exclusivo e responsivo, capaz de se adaptar a diferentes tamanhos de tela, tendo em vista que muitas compras hoje em dia são realizadas por meio de tablet ou smartphone.

É muito importante que a plataforma possa ser integrada a sistemas ERP que ajudam a gerenciar o negócio, além de ambiente criptografado para proteger os dados dos visitantes.

Escolher as formas de pagamento

Um consultório de psicopedagogia pode oferecer diversas opções de pagamento para seus pacientes, e a mesma coisa se aplica ao e-commerce.

Uma das opções é o intermediador de pagamento, que cobra uma taxa fixa por cada transação. O valor é transferido para a conta da loja, descontando as taxas de uso.

Outra opção é o gateway de pagamento, que conecta à loja com agentes financeiros, sendo uma solução avançada e integrada ao sistema do site.

O cliente só precisa escolher a Bandeira do cartão com o qual trabalha e inserir seus dados, cabendo a rede do cartão conferir se existe saldo para liberar o pagamento.

Por fim, existe a integração direta com o adquirente, em que a loja fica responsável por realizar o processo de integração e gestão de risco.

Criar um site seguro

O site institucional de uma empresa especializada em envidraçamento de sacada com ar condicionado precisa ser seguro para os visitantes, e isso também é importante para o e-commerce.

As pessoas querem comprar em plataformas que prezam por suas informações, visto que não querem correr o risco de ter seus dados roubados, o que pode trazer muitos prejuízos e fraudes.

A boa notícia é que a loja pode contar com várias ferramentas antifraude, como validação de código de segurança dos cartões e rastreamento de dispositivos para saber qual é a origem da compra.

É possível saber se os dados de endereço do cartão e recebimento do produto são os mesmos, além de definir o grau de risco da venda de um item.

Um site decoaching empoderamento feminino pode escolher uma plataforma que apresente opções de segurança para dados dos clientes e demais transações.

Considerações finais

Essas são algumas etapas básicas para criar uma plataforma e-commerce de sucesso, mas existem outras ações fundamentais, como fazer boas descrições dos produtos e ter uma boa logística.

Além disso, a marca também deve trabalhar com boas estratégias de marketing, para que seus produtos cheguem ao conhecimento dos consumidores e despertem a necessidade de compra.

No cenário atual, onde a concorrência é ainda maior e a forma de consumir mudou, é preciso que as empresas encontrem formas de se destacar e de divulgar seus produtos da melhor forma e da mais eficiente.

Por fim, é imprescindível contar com as ferramentas certas para que todas as estratégias e processos sejam bem estruturados e trabalhados, garantindo assim o sucesso do empreendimento digital.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

Related Post

%d blogueiros gostam disto: